varizes-dor-pernas

Varizes: O que são e como tratá-las?

As varizes deixam qualquer pessoa descontente. Isso acontece, por dois motivos: pela saúde e pela estética. Mas a preocupação estética é o de menos ao lado das complicações que elas podem trazer para a saúde da pessoa. Dessa forma, apresentamos algumas informações sobre esse “problema” que atinge muitas pessoas. Confira abaixo.

O que é uma varize?

Varize é uma veia dilatada, tortuosa, insuficiente e azulada. Qualquer veia do corpo pode ficar dessa forma. No entanto, esse problema é mais comum nos pés e pernas, principalmente na parte superficial da pele. Isso acontece, pois ficar em pé ou sentado durante muito tempo aumenta a pressão nas veias na parte inferior do corpo, logo, afeta as pernas e pés.

Como já foi mencionado, a varize e também os vasinhos, que são uma variação mais leve da varize, são uma preocupação estética para muitas pessoas. No entanto, elas causam bastante desconforto, dor e até problemas graves como, por exemplo, maiores riscos para desenvolver uma doença circulatória.

Quais são as causas da varize?

Uma das causas mais comuns é a genética. Logo, quando há forte predisposição familiar. Por exemplo, pode-se “herdar” veias mais frágeis com o avançar da idade. Sem falar que existem outros fatores de risco que também influenciam no surgimento da varize.

Quais são os fatores de risco?

  • Gravidez: é bastante comum mulheres grávidas apresentarem esse problema;
  • Mulheres: ser do sexo feminino;
  • Ter idade mais avançada;
  • Ter excesso de peso e obesidade;
  • Genética: histórico familiar;
  • Ficar muito tempo em pé ou sentado;
  • “Problemas” que aumentam a pressão no abdômen. Por exemplo: insuficiência cardíaca, líquido no abdômen e até doenças do fígado.

Quais são os sintomas da varize?

Além do aparecimento de veias dilatas, tortuosas e azuladas lobo abaixo da pele, existem alguns sintomas, os quais são:

  • Dor;
  • Ardor;
  • Sensação de peso nas pernas e pés (essa sensação é mais acentuada no fim do dia);
  • Leve inchaço nos pés e tornozelos;
  • Coceira na pele sobre a varize;

Também existem sintomas mais graves como, por exemplo:

  • Acúmulo de líquido e inchaço nas pernas;
  • Bastante inchaço na panturrilha;
  • Dor após ficar muito tempo em pé ou sentado na panturrilha;
  • Mudanças na cor da pele nas pernas e tornozelos;
  • Pele seca e esticada.

É importante ressaltar que os sintomas das varizes podem ficar mais graves alguns dias antes e também durante o período menstrual.

Qual é o diagnóstico da varize?

É possível diagnosticar a varize através de uma análise da pele ou da aparência das veias. Logo, o médico especialista irá realizar um exame físico, onde irá examinar as pernas, pés e outras áreas que podem ter sido afetadas. O médico irá procurar os sintomas mais comuns como, por exemplo, inchaços, mudanças de cor na pele e outros sinais na pele. No caso de suspeitas de varize, o médico poderá solicitar o ultrassom Doppler Colorido Venoso De Membros Inferiores.

Qual são os tratamentos para a varize?

Existem meias de compressão que ajudam a controlar essas veias dilatadas. Elas fazem uma compressão bastante forte no tornozelo, o que diminui em direção à coxa, fazendo com que o sangue venoso seja direcionado de volta ao coração. Além da meia de compressão, a escleroterapia e a cirurgia também são opções.

Como prevenir a varize?

Infelizmente não é possível evitar completamente esse problema. Contudo, é possível melhorar a circulação sanguínea, e assim, reduzir as chances de desenvolver esse problema. As medidas preventivas a seguir ajudam a prevenir, mas também a tratar o desconforto dessa complicação:

  • Prática de exercícios físicos;
  • Manter o peso do corpo sempre saudável;
  • Comer bastante fibras;
  • Diminuir o consumo de sal;
  • Mulheres: evitar o uso de sapatos com salto alto e sapatilhas e meias apertadas;
  • Elevar as pernas sempre que possível;
  • Evitar ficar muito tempo na mesma posição como, por exemplo, em pé ou sentado.

Essas são algumas informações sobre as varizes, problema bastante comum e que causa bastante desconforto, principalmente em mulheres e com o avançar da idade. Mas felizmente é possível reduzir o risco com métodos preventivos. Além disso, existem tratamentos que também ajudam. Gostou dessa matéria? Então, deixe o seu comentário no espaço abaixo. Aproveite e confira nossos demais conteúdos no blog.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *