sinusite

Sinusite: Entenda mais sobre a doença e descubra como é feito o tratamento

A sinusite é uma doença silenciosa até que seus sintomas passem a “gritar” no nosso corpo. Muita gente descobre a doença a partir dos sinais realçados, como dores de cabeça forte, febre e até tonturas. Se você chegou até aqui, certamente quer entender tudo sobre a doença e, principalmente, como amenizar os sintomas que, por muitas vezes, são realmente insuportáveis.

 

Entendendo o que é a sinusite

A sinusite é uma inflamação que ocorre na região da face, bem mais precisamente na área dos seios paranasais. Esse congestionamento atinge a mucosa nasal, atrapalhando inclusive a respiração. Normalmente, a sinusite ocorre quando algo atrapalha o fluxo de secreção e, consequentemente, fica estacionada na região dos seios paranasais.

 

As causas da sinusite

Só o médico pode precisar a origem da sua sinusite, porém é possível afirmar que algumas causas são bem comuns em diversos pacientes. Bactérias, fungos, vírus e até rinite alérgica são fatores que causam o congestionamento da secreção.

Além disso, a medicina já considera causas da doença:  poeira, choque térmico e até mesmo exposições a agentes químicos. Essas situações podem provocar a sinusite. Em casos extremos e raros, a sinusite pode ser causada também por tumores próximos a região. Mesmo com tantos fatores, o ideal não é o paciente se preocupar com a causa antes da constatação do médico.

As pessoas que já tiveram a sinusite uma vez reconhecem facilmente os sintomas da doença no corpo. Sendo assim, observando o início da sinusite, o ideal é procurar o médico rapidamente para iniciar os cuidados, esses que são simples e devem ser seguidos rigorosamente pelo paciente. Em casos recorrentes de sinusite, o próprio médico indica exames para encontrar a causa.

Podemos dizer que há dois tipo de sinusite: aguda ou crônica. A diferença entre as duas é basicamente o período de inflamação. Ou seja, a aguda é quando os sintomas estão presentes numa duração máxima de 12 semanas. A crônica é quando a doença ultrapassa esse período sem qualquer resposta ao tratamento.

 

Sintomas da sinusite

Os dois principais sintomas da sinusite são a secreção nasal amarelada e espessa e a “pressão” no rosto, aquela sensação de peso e opacidade, quando a cabeça pesa. Porém, nem todo mundo sente e outros sinais podem revelar um pedido de ajuda ao médico.

A dor de cabeça é algo presente, aliás é comum que ela apareça como um dos primeiros sintomas. Inclusive, muitos pacientes acreditam estar apenas com a leve dor de cabeça e optam, sem indicação, tomar medicamentos para resolver o incômodo. A verdade é que a automedicação, neste caso, só adia o problema.

A situação pode piorar quando a dor se espalha para a região dos olhos, podendo inclusive inchar a região. A dor de garganta também pode incomodar diante da presença da enfermidade.

Outro sintoma comum é a perda do olfato e paladar, perdendo também o apetite. Há casos também de pacientes que relatam tontura e enjoo numa fase mais avançada da doença. Mau hálito e tosse também podem estar acompanhando a sinusite.

A febre acima de 38ºC é um dos principais alertas, lembrando que o paciente deve iniciar imediatamente o tratamento para aliviar os sintomas da sinusite.

 

Alimentos que devem ser evitados

Alguns alimentos devem ser evitados para quem está com sinusite. A doença muitas vezes pode piorar a partir da ingestão de alimentos que promovem a formação de mais muco na região já inflamada.

Quem está sofrendo com a inflamação deve evitar alimentos como derivados de leite (queijo, margarina, entre outros), molho, temperos e alimentos picantes. O ideal é sempre ingerir muito líquido para ajudar na umidificação da região.

 

Alimentos que podem ser consumidos

Se há alimentos que não devem ser consumidos, outros devem para ajudar na recuperação da sinusite. Para quem está diagnosticado com a doença, o indicado é consumir alimentos cozidos, como legumes (chuchu, batata, cenoura, abobrinha e beterraba), folhas verdes (couve, chicória, brócolis e espinafre), grão de bico, soja, cereais (aveia, arroz, linhaça), carnes magras e temperos (cebolinha, gengibre, coentro, salsa e alho). Frutas cozidas e assadas também são saudáveis. Abuse da goiaba, ameixa, pêssego, figo, uva e cereja in natura.

 

Uso de ventilador e ar condicionado pode piorar a sinusite?

Podemos dizer, e não seria exagero, que o indicado é evitar ficar no ambiente ventilado ou umidificado artificialmente, quando usam o ventilador ou o próprio ar condicionado, principalmente em dias com altas temperaturas. Lembre-se que o choque térmico pode piorar a sinusite.

 

Diagnósticos da sinusite

Os médicos possuem alguns diferentes instrumentos para diagnosticar a sinusite. Quem atende esses tipos de caso é o otorrinolaringologista, ou até mesmo o clínico geral. É este profissional que está capacitado para avaliar os sintomas da doença e pedir alguns exames, como: Endoscopia nasal, tomografia computadorizada, recolhimento das secreções nasais e até teste de alergia.

O médico certamente não pede todos os exames de uma única vez e, normalmente, opta por um método que analise e confirme a presença da doença rapidamente para iniciar o tratamento.

 

Tratamento da sinusite

O tratamento da sinusite é bem simples, porém deve ser seguido a risca para não comprometer a recuperação do paciente. A sinusite é tratada a partir da sua causa, por isso é tão importante o médico diagnosticar precisamente os fatores que desencadearam a sinusite.

Normalmente, o tratamento da sinusite se dá por meio de antibióticos, anti-inflamatórios e sintomáticos. O primeiro remédio é indicado apenas para casos de sinusite bacteriana e, no segundo caso, é indicado apenas para aliviar os sintomas, a pressão no rosto e a própria dor de cabeça.

 

Como aliviar os sintomas?

Os sintomas da sinusite podem ser aliviados a partir de alguns cuidados básicos, como lavar, 2 ou 3 vezes por dia, o nariz com o soro fisiológico. Evitar ficar em ambientes secos e fechados também é importante. Evite locais com poeira e fique distante de fumaça. A ingestão de água deve ser feita, pelo menos de 1 a 2 litros de  por dia.

 

Restrições as vacinas existem?

Não existem restrições. Pelo contrário, vacinas contra gripe, por exemplo, devem ser tomadas por pessoas que sofrem constantemente com a sinusite ou qualquer outro problema respiratório. Lembre-se que a gripe pode atrapalhar o escoamento da secreção e provocar a sinusite.

Independentemente, o indicado é sempre perguntar ao médico antes de tomar qualquer vacina. De acordo com o seu caso, ele indicará o que fazer.

 

A sinusite pode ser transmitida? é uma doença grave?

A sinusite não é uma doença contagiosa. Sua formação se dá justamente por doenças como gripes, rinites e bactérias. Porém, ela não é transmissível como tuberculose, por exemplo.

Sobre sua gravidade, é possível dizer que o médico deve indicar o tratamento em poucos dias de sintomas. O paciente que inicia a medicação tem mais chances de amenizar os sintomas rapidamente, sofrendo menos. Agora, toda e qualquer doença quando não cuidada e tratada pontualmente pode sim provocar outros problemas, colocando a vida do paciente em risco.

 

Os cuidados para evitar a sinusite

Alguns cuidados no cotidiano podem evitar o aparecimento da sinusite. Quem sofre com doenças respiratórias precisa redobrar a atenção no período do inverno, quando o clima fica naturalmente mais seco. É bem comum nessa época o aumento de casos de rinite, sinusite, gripes e resfriados. Nesta época do ano, o ideal é evitar ambientes aglomerados e fechados. Outra dica é usar um umidificador de ar em casa, deixando o ambiente melhor para respirar.

No frio, nada de aquecedores de ambiente. Eles podem piorar ainda mais o quadro, sem contar que é no calor que muitas outras doenças se proliferam.

A sinusite não é contagiosa, porém a gripe e resfriado são. O ideal é sempre lavar bem as mãos, principalmente antes das refeições. Um bom álcool gel pode te ajudar a manter as mãos limpas durante todo o dia.

Outra dica para evitar a sinusite ou até aliviar os sintomas, é respirar o vapor do banho quente. O paciente aproveita os minutos em que está debaixo do chuveiro para inalar o vapor. Esse pequeno cuidado já ajuda na expectoração da secreção que está parada e inflamando a região do rosto.

De um modo geral, a sinusite não é um problema difícil de ser resolvido. Portanto, se os sintomas aparecerem, não deixe de consultar um médico. Qualquer doença diagnosticada na fase inicial facilita o tratamento e faz o corpo se recuperar mais rápido.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *